top of page
  • reluzterapiasenerg

Neurose Obsessiva: aprenda a identificar um ataque de pensamento

Atualizado: 19 de nov. de 2023

Há várias coisas que você pode fazer para tentar contornar a neurose obsessiva (não, curá-la totalmente; isso é uma instância de altiplanos, talvez inalcançável). Uma ideia bem boa – senão necessária - é aprender a identificar um ataque de pensamento. É o seguinte... muitas vezes vocês não percebem que estão sofrendo um verdadeiro bombardeio de pensamentos obsessivos. Esses pensamentos são muito rápidos... e quando você não consegue identificar... eles tomam você e se transformam na sua realidade plena, concreta, inexorável. Então, a primeira coisa que você precisa fazer é tomar consciência dos pensamentos que invadem a sua mente. Por exemplo, você se preocupa muito com perfeição? Você se preocupamuito com que o outro vai pensar? Vocêse preocupa muito com a verdade? Você se preocupa muito com a mentira que o outro te conta? Você é extremamente devoto de uma verdade a ponto de não esquecer o resto? Você começa apensar uma coisa e não questiona? Você acha que aquilo que você está pensando é a única verdade? Você se obriga a fazer coisas que a sua mente manda? Você ignora completamente as coisas que alguém diz para você?



Então, aprenda a identificar seus ataques de pensamento. Você pode ficar achando que vai morrer, que um familiar seu vai morrer, que vai acontecer uma tragédia, que você não tem solução, que a vida é uma merda, você vai perder, que o exame vai dar um resultado ruim, que não vai conseguir recuperar seu dinheiro, que a vida é ruim mesmo, que você não vai teroportunidade de viver coisas novas... Sevocê está nessa, se está acontecendo isso, aprenda a identificar o ataque do pensamento para que você diga: opa! Estou sacando isso, estou sendo arrastada pela neurose. E como você pode saber? É ver: se ocorrem o tempo todo – durante o dia; se não tem muita lógica; se acontecem quando não devia,como no meio de uma conversa ou antes de dormir; se agregam culpa e fazem você repensar se valeu a pena cada momento ou evento do passado; se aparecem de repente, do nada, sem nenhum motivo ou causa aparente; se só se atenuam se você os substitui por atos compulsivos; se o tempo todo te conduzem à autocrítica; se lhe fazem evitar lugares ou pessoas específicas sistematicamente; se sempre fazem gerar novas preocupações, evoluem para novas críticas, se desdobram em novas e diferentes aflições, sempre evitando o raciocínio que leve à solução... Junte pelo menos três desses ingredientes e voilá. Está de posse de um ataque de pensamento.

Agora, como enfrentar essa situação? Através do processo de análise, vamos alterando as conexões, substituindo palavras, questionando certezas, experimentando novas formas e desmontando a estrutura defensiva do indivíduo. Isso permite que ele encare oabismo sem tanto temor, aceite, enfrente e supere seus medos. É necessário um árduo trabalho analítico para lidar com o desamparo e o mal-estar causados por esses ataques de pensamentos e avançar em direção à transformação.


Carlos Mario Alvarez

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page